Título: Sustentabilidade em arquitetura: referências para projeto

Autor: Marcos Eduardo Serrador

Orientador: Eduvaldo Paulo Sichieri

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Arquitetura, Construção sustentável, Projeto, Sustentabilidade.

Resumo: As questões ligadas à construção sustentável têm se mostrado de grande importância entre as diversas considerações necessárias ao campo da arquitetura atualmente. Do enfrentamento destas questões o próprio processo de projeto pode beneficiar-se, nutrindo-se de novos dados e condicionantes que o enriqueçam e elevem o nível da produção edilícia. No contexto nacional especificamente, onde a urgência de suprimento das necessidades mais básicas, sobretudo na área social, coexiste com o desperdício e a improvisação no setor da construção, estudar como responder a essas questões passa a ser crucial para o bom desenvolvimento do setor da construção civil. Os possíveis benefícios alcançados na área da construção certamente têm um amplo alcance, inclusive social. Partindo da constatação de que o tema da construção sustentável ainda se mostra incipiente na prática construtiva no contexto brasileiro, é proposta neste trabalho a análise da conjuntura do setor da construção civil no Brasil, das ferramentas e instrumentos existentes, voltados direta ou indiretamente à implementação de práticas mais sustentáveis na fase de projeto, considerada neste trabalho como elo fundamental de toda cadeia produtiva de edifícios. Assim, o objetivo deste trabalho é sistematizar as informações levantadas, compondo um estado da arte das questões ligadas à construção sustentável no Brasil, identificando possíveis gargalos durante a concepção do projeto e estabelecer possíveis referências para a implementação do conceito na cultura construtiva. As referências estruturam-se em experiências internacionais, referências normativas ou relativas à certificação, referências sobre a produção dos principais materiais de construção no Brasil e referências de experiências práticas realizadas recentemente no mercado nacional. Através do estudo destas diversas referências levantadas, as diferenças entre a dinâmica da cadeia da construção civil em países onde o tema da sustentabilidade se encontra em pleno desenvolvimento e a realidade brasileira se torna clara. Os resultados revelam um problema conjuntural no contexto brasileiro, marcado principalmente pela ausência dos setores governamentais na composição da cadeia da construção de maneira efetiva, seja na liderança das discussões, através do estabelecimento de planos e metas aos outros agentes, seja na criação de demanda, elevando os padrões de qualidade na produção de edifícios. Esta ausência governamental deixa espaço para respostas a curto prazo à nova demanda propostas pelo próprio mercado da construção, pela iniciativa algumas vezes isolada de profissionais e empresas, sem um planejamento efetivo para o desenvolvimento do setor na direção de uma forma mais sustentável de construir.

Origem: Universidade de São Paulo (USP) Biblioteca digital de Teses e Dissertações

Acesso pela nossa equipe em: 24/03/2010

Anúncios