Título: As linguagens compositivas de Roberto Burle Marx: aplicação e caracterização pela gramática da forma

Autor: Carlos Eduardo Verzola Vaz

Orientador: Maria Gabriela Caffarena Celani

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Arquitetura paisagística , Projetos – Avaliação , Gramatica , Forma (Estetica)

Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo o estudo da obra de Roberto Burle Marx de modo a compreender, por meio de uma análise baseada em métodos lógicos, como este elaborava as composições visuais em seus projetos paisagísticos. Como ferramenta para esta análise é utilizada a gramática da forma, que foi criada por Stiny e Gips, na década de 1970. Este método foi aplicado para estudo da família de ilhas de canteiros presentes nos espelhos d’água do Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Justiça e Tribunal de Contas da União, em Brasília. Na etapa final do trabalho uma versão simplificada da gramática foi testada por alunos do curso de arquitetura da Unicamp. A partir dos resultados obtidos foi realizado um teste de reconhecimento das composições que foram criadas por Burle Marx e pelos estudantes com e sem a utilização da gramática. O objetivo foi comprovar a eficácia desta metodologia para analisar composições criadas pelo paisagista.

Origem: Biblioteca Digital da UniCamp

Acesso pela nossa equipe em: 06/02/2010

Anúncios