Título: Pichadores e grafiteiros: manifestações artísticas e políticas de preservação do patrimônio histórico e cultural da cidade de Campinas-SP

Autor: Ana Cecília Garcia de Sales

Orientador: Marco Antonio Alves do Valle

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Pichação de muros, arte urbana – grafite, artes e adolescentes, movimentos de juventude, hip hop (cultura popular jovem), patrimônio histórico e cultural – Campinas-SP.

Resumo: O presente estudo apresenta dois tipos de intervenção artística no espaço urbano que se manifestam fora dos ciscuitos consagrados de produção e circulação da arte: a pichação e o graffiti. Pretende-se aqui expor um outro aspecto, além do marginal e trangressor, da pichação e do graffiti, que é sua riqueza como forma de expressão artística e cultural.

Pra tanto se faz necessário fazer a reconstrução sócio-histórica desses dois movimentos, destacando a forte influência americana. Assim, propõe-se analisar como esses movimentos se efetivam enquanto crítica social e cultural no espaço urbano e discutir as iniciativas do poder publico municipal, que integram pichadores e grafiteiros, para a preservação do patrimônio histórico e cultural da cidade de Campinas-SP.

Pra o desenvolvimento desta pesquisa é importante além dos aspectos já elencados, definir o movimento em que a pichação e o graffiti surgem no Brasil, particurlarmente na cidade de Campinas no contexto de sua evolução como metrópole.

Origem: Biblioteca Digital da UniCamp

Acesso pela nossa equipe em: 13/01/2010.

Anúncios