Título: Arquitetura e cidade: o caso da Rambla de Pocitos em Montevidéu

Autor:  Julio Cesar Gaeta Gorriz

Orientador: Edson da Cunha Mahfuz

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Arquitetura moderna; Cidades; García Pardo, Luis; Montevidéu (Uruguai); Projeto arquitetônico; Sichero Bouret, Raul.

Resumo: Montevidéu é uma cidade litorânea e esta condição constitui um aspecto essencial e definidor da cidade. Concebida como uma varanda em direção ao rio, a rambla costeira percorre a cidade a partir de um qualificado e recreativo passeio na qual se concentra uma qualificada produção moderna que determinou uma transformação urbana importante e materializa uma produção arquitetônica oposta à cidade decimonónica. É neste setor e nesta arquitetura onde centramos o foco desta Tese. A Rambla de Pocitos recolhe a experiência de uma modernidade, associada a um singular modo de viver a cidade que associa três componentes: a paisagem, o usuário e a arquitetura. A tese envolve muitos autores, porém existem fundadas razões que destacam dois deles: Luis García Pardo e Raul Sichero Bouret; estes autores marcam o ponto de inflexão no pensamento e na obra moderna alcançado no período de consolidação no Uruguai. As obras mais importantes destes autores, – El Panamericano, La Goleta e El Pilar – somados a tantas outras que conformam a Rambla de Pocitos constituem as provas materiais da premissa de revalorização moderna na construção da cidade. Estes projetos foram concebidos segundo parâmetros modernos e apresenta estratégias de projetos, uma forte consideração do espaço e, portanto põe em manifesto, a capacidade em termos de gerar cidade. Na arquitetura destes autores podemos apreciar conceitos como: projetar desde a técnica e racionalidade, radicalismo, alta qualidade nos produtos finais, a busca de uma arquitetura autêntica e de vanguarda, um conceito de pertinência e capacidade de gerar cidade. Os projetos criados apresentam especiais estratégias de projetos que materializaram uma concreta produção em termos do objeto arquitetônico e do espaço, uma obra pensada desde a cidade e para a cidade, uma arquitetura que adquire um sentido maior quando se considera a chave do projeto coletivo, essencialidade pertinente na geração de cidade.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 05 de out. de 2010.

Anúncios