Título: Avaliação de conforto térmico, acústico e lumínico de edificação escolar com estratégias sustentáveis e bioclimáticas: o caso da Escola Municipal de Ensino Fundamental Frei Pacífico.

Autora: Carolina Silveira Barlem Gemelli

Orientador: Miguel Aloysio Sattler

Categoria: Dissertação.

Palavras-chave: Conforto ambiental; Escola; Satisfação do usuário; Sustentabilidade.

Resumo: As condições fornecidas pelo espaço físico de instituições de ensino são determinantes para o desenvolvimento das atividades de ensino e aprendizado. O presente trabalho dá continuidade às pesquisas do grupo da Linha de Pesquisa em Edificações e Comunidades Sustentáveis do NORIE/UFRGS, objetivando a avaliação das alternativas propostas para escola de ensino fundamental projetada utilizando estratégias sustentáveis, pelo próprio grupo em 2004. Assim, a presente pesquisa teve como objetivo explorar a referia escola, através de uma avaliação do conforto ambiental nos espaços construídos. Para tal, foi realizada uma análise exploratória das características dos materiais que envolvem a escola, além de medições térmicas, acústicas e lumínicas. Também foi verificado o nível de satisfação dos usuários, através de ferramentas quantitativas e qualitativas, buscando verificar como os seus ocupantes respondem à proposta sustentável da edificação e às condições de conforto ambiental oferecidas a seus ocupantes. Os dados térmicos, com monitoramento de maio a dezembro de 2008, foram analisados através de valores máximos e mínimos absolutos, zonas de conforto (considerando temperatura e umidade) e gráficos de graus-hora. Os dados lumínicos, coletados próximos aos solstícios e equinócio de primavera, foram analisados em relação às iluminâncias médias do ambiente, coeficiente de uniformidade e contribuição da luz artificial. Os dados acústicos, coletados em dia específico de atividades na escola, através dos níveis de pressão sonora causados por ruídos externos e o tempo de reverberação dos ambientes. Por fim, também foi verificada a satisfação dos usuários através de aplicação de questionário nos alunos e de grupo de foco, realizado junto aos professores. Através do cruzamento de todas as análises realizadas, concluiu-se que a resposta da edificação escolar, em geral, foi satisfatória, e, portanto, capaz de oferecer condições de conforto ambiental aos seus usuários. Espera-se que esta pesquisa contribua para a melhoria da eficiência energética, conforto ambiental e sustentabilidade de edificações escolares.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 18 de nov. de 2010.

Anúncios