Título: Do esquecimento ao tombamento: a invenção de Arthur Bispo do Rosário

Autores: Viviane Trindade Borges

Orientador: Benito Bisso Schmidt

Categoria: Tese

Palavras-chave: Artistas; História da arte; História e Arte; Loucura; Memória; Patrimônio cultural; Rosário, Arthur Bispo do, 1909-1989; Teoria da história.

Resumo: Esta tese conta uma história de Arthur Bispo do Rosário (1909-1989), procurando problematizar sua trajetória através de uma análise enunciativa, mostrando a maneira como o personagem se delineia de diferentes formas, conforme o olhar de quem o apreende, de quem o toma e o institui como objeto. Loucura e arte se entrelaçam para compor a capacidade artística e a genialidade de um sujeito tido como único, que engendraria, em suas criações, todas as referências da arte contemporânea. Bispo não é o produtor central dos acontecimentos que perpassam estas páginas, mas sim o resultado da batalha discursiva aqui problematizada. Objetivou-se mostrar que não existe um único Bispo anterior às tramas discursivas que buscam representá-lo, um sujeito fundante, um ponto de partida que inauguraria seus gestos e palavras. O que existe são diferentes Bispos, produzidos pelos discursos que o apreenderam. Para isso, estudos acadêmicos, documentos institucionais, entrevistas, poemas, sambas enredo, fotografias, reportagens, inventários, bem como as peças por ele produzidas, hoje tidas como obras de arte, foram tomadas como monumentos que procuram dizer quem foi Arthur Bispo do Rosário. O olhar que norteou o presente estudo foi direcionado pelas noções foucautianas de “práticas discursivas e não discursivas”, “sujeito”, “enunciado” e “invenção de si”, além de outros conceitos como “enquadramento da memória” e “monumentalização”, e seus resultados apresentam-se em cinco partes, as quais tentam dar conta da intriga proposta: o período anterior à internação, sua vivência da Colônia Juliano Moreira (RJ), sua versão de si, sua incursão pelo mundo das artes plásticas e sua monumentalização.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 22 de nov. de 2010.

Anúncios