Título: Habitação e cidadania: a vila operária do IAPI: Porto Alegre 1940/1950

Autores: Lucila Pinheiro da Costa

Orientador: Maria Izabel Saraiva Noll

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Cidadania; Corporativismo; Estado novo; Habitação; Políticas públicas; Vila do IAPI (Porto Alegre, RS).

Resumo: Esta dissertação analisa a relação política existente entre o projeto de construção do Conjunto Residencial Passo D´Areia (Vila do IAPI) de Porto Alegre e a estrutura políticopartidária- sindical do fim dos anos 40, inicio dos 50. Para tanto, foi analisado o padrão de construção da cidadania no Brasil; como uma das questões mais importantes que emergem no cenário político da década de 1930. O trabalho justifica-se na medida em que a produção acadêmica existente pouco tem avaliado o papel desempenhado pelas vilas operárias durante o período abordado. Trata-se de uma pesquisa baseada, principalmente, na análise documental sobre o tema e em entrevistas semi-estruturadas. As questões são discutidas na seguinte perspectiva: a primeira delas visa abordar uma discussão teórica sobre a cidadania no Brasil; a segunda discute o Estado brasileiro a partir de 1930, dando ênfase ao corporativismo montado durante o Estado Novo, no qual a política sindical atrelada ao Estado via legislação trabalhista, estrutura o processo de cooptação; e a terceira, discute o objeto central da pesquisa – a vila do IAPI. Desta forma, o trabalho busca compreender em que medida a política habitacional gestada no Estado se constitui em moeda de troca com determinados grupos sociais. Este estudo de caso, tendo como foco uma vila operária, permite uma ótica centrada no fato de que o projeto de construção da cidadania regulada ensejou políticas públicas cujo objetivo foi definir o padrão de inserção da massa trabalhadora no processo político.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 18 de nov. de 2010.

Anúncios