Título: Influência dos detalhes arquitetônicos no estado de conservação das fachadas de edificações do patrimônio cultural do centro histórico de Porto Alegre: estudo de caso

Autores: Adriana de Andrade Vieira

Orientador: Angela Borges Masuero

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Patologia: Construção civil; Prédios históricos: Conservação; Prédios históricos: Fachadas

Resumo: A edificação é mais do que um complexo unitário definido por seus aspectos volumétricos e tipológicos. Além de procurar satisfazer requisitos conceituais, estéticos e estruturais, o projetista deve prever o comportamento funcional dos materiais e elementos construtivos utilizados nas fachadas das edificações. Este trabalho se insere dentro dos estudos relativos à conservação das fachadas. Através da observação do patrimônio edificado estuda a influência dos detalhes arquitetônicos no estado de conservação das fachadas do centro histórico de Porto Alegre. Utiliza um estudo comparativo entre levantamento fotográfico pré-existente (1989) e atual. Através deste foi possível analisar o envelhecimento natural e o estado de conservação das fachadas levando-se em conta a contribuição dos detalhes arquitetônicos para a conservação das mesmas. As edificações escolhidas para o estudo de caso, estão localizadas no Centro Histórico da cidade de Porto Alegre, foram construídas entre o final do séc. XIX e início do séc. XX. Para análise do estado de conservação foi necessário estudo sistemático dos condicionantes externos de degradação que atuam sobre a edificação ao longo do tempo. Após sistematização do conhecimento geral sobre os fatores de degradação das fachadas observou-se que os exemplares encontram-se em condições satisfatórias de conservação, visto que não sofreram manutenção preventiva nos últimos 17 anos, e estão inseridos em meio ambiente agressivo, devido à transformação urbanística que sofreu o Centro Histórico da cidade de Porto Alegre. Verificou-se que o uso de detalhes de proteção é responsável por grande parte do desempenho satisfatório das edificações no que se refere ao envelhecimento natural. Observou-se que frisos e molduras que possuem dimensão acima de 40mm cumprem a função de proteção da superfície da fachada eficientemente e detalhes acima de 100mm proporcionam plataforma para deposição de sujidades, independente da forma.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 18 de nov. de 2010.

Anúncios