Título: Valor, espaço e cultura: a dimensão não-quantitativa da valoração econômica na reabilitação dos centros urbanos

Autores: Leandro Valiati

Orientador: Eber Pires Marzulo

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Centro urbano: Porto Alegre (RS); Espaço público; Patrimônio histórico: Centro urbano; Preservação cultural; Renovação urbana.

Resumo: Essa dissertação propõe-se a definir e compreender a dimensão não-quantitativa da valoração econômica a partir de seus efeitos sobre bens e equipamentos culturais que contribuem para o processo de reabilitação de centros urbanos. Identificamos que esse processo resulta da formação de espaços praticados de consumo cultural nos centros das cidades, o que promove o referido processo de retomada dessa área. O exemplo do centro da cidade de Porto Alegre é trazido como estudo de caso na medida em que reúne características que indicam a valoração simbólica e nãoquantitativa como protagonistas do processo de retomada. Como elementos explicativos do fenômeno identificado, este trabalho observa que alguns aspectos tornam o caso da reabilitação via cultura particular, na medida em que: a) tem como diferencial o foco na alteração do uso dos equipamentos urbanos, operando sem renovação física do estoque imobiliário da região; b) tem por saldo um processo de reabilitação da referida área da cidade e também um caráter de inclusão, a partir de táticas de agentes, o que mantém a amplitude de atores que praticam o determinado espaço; c) promove a formação simbólica de capital fixo, transferindo e absorvendo valor do entorno e eventos que ali se instalam, identificado a partir de instrumentos da economia da cultura, tais como externalidades e bens de mérito.

Origem: Portal UFRGS – Repositório Digital LUME

Acesso pela nossa equipe em: 22 de nov. de 2010

Anúncios