Título: A arquitetura do Terreiro de Candomblé de Culto aos Egum: O Omo Ilê Aboulá – um templo da ancestralidade afro-brasileira

Autores: Fábio Macedo Velame

Orientador: Odete Dourado Silva

Categoria: Dissertação.

Palavras-chave: Não disponivel.

Resumo: A presente dissertação busca entender como a cultura afro-brasileira condiciona a arquitetura e a espacialidade interna do terreiro de culto aos ancestrais, os Egum, o Omo Ilê Aboulá, localizado no povoado de Ponta de Areia, na Ilha de Itaparica, caracterizando a sua formação, construção, estruturação, organização, transformação e funcionamento. Procura-se estabelecer uma relação entre cultura e Arquitetura. Para tanto, buscou-se desvelar e desocultar cada ente que compõe a arquitetura do terreiro, ou seja, compreender o significado, o sentido, as definições, os conceitos de cada elemento construído ou natural, e espaços em si mesmo e em suas relações com os demais, construindo um conjunto de relações que revelam esse mundo afro-brasileiro. Para o desenvolvimento do trabalho, foi adotada uma abordagem metodológica fenomenológica, em que os membros da sociedade de culto aos Egum, notadamente o Alabá do templo (sumo sacerdote) Balbino de Paula e os Ojés Abás tiveram um papel central, pois o trabalho de produção da pesquisa de campo, os dados primários e o levantamento dos entes do terreiro foram produzidos e feitos por eles, com o acompanhamento do autor. O levantamento do cadastro arquitetônico do terreiro, os levantamentos fotográficos, as plantas arquitetônicas e a elaboração de um projeto arquitetônico para a casa foram sempre seguidos por entrevistas qualitativas concernentes a cada etapa, chamadas por eles de ‘’conversas’’, o que possibilitou o desvelamento paulatino desses entes, pois eles  participaram em todas as etapas do processo. Portanto, estabelece-se uma relação em que a arquitetura ao mesmo tempo é condicionada e condicionante da cultura do culto aos ancestrais, onde à dimensão material e imaterial fundem-se e imbricam-se na esfera da cultura.

Origem: Portal PPGAU/ FAUFBA

Acesso pela nossa equipe em: 30 de nov. de 2010.

Anúncios