Título: Argamassa de cimento penteado

Autores: Paula Irigon Salaberry

Orientador: Mário Mendonça de Oliveira

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não disponivel.

Resumo: Esta pesquisa constitui um estudo experimental sobre o aumento de fachadas – característico da arquitetura da primeira metade do século XX – com o cimento penteado. O trabalho busca a definição conceitual, a caracterização e a metodologia da técnica de produção do cimento penteado, fornecendo embasamento teórico e pratico para estudos de preservação, manutenção e restauro. O local escolhido para as análises foi a cidade Pelotas, no Rio Grande do Sul, pelo grande número de exemplares do revestimento que caracteriza a arquitetura da Cidade. Esta pesquisa caracteriza o revestimento de forma objetiva, através da busca às respostas para seguintes questões: O que é? De que é feito? Como é feito? Quem fez? Por que fez? Tais respostas foram obtidas por meio de pesquisa bibliográfica, entrevistas com antigos construtores e análise dos exemplares, constituindo três etapas distintas. Coleta de dados: levantamento histórico e bibliográfico relativo às questões teóricas e fatores que contribuíram para adoção massiva do revestimento na cidade. Trabalho de campo: coleta de amostras, mapeamento, cadastro, estudo e classificação dos exemplares, com base nas características visuais apresentadas. Trabalho em laboratório: análise físico-química das amostras, quantitativa e qualitativa, com reprodução das técnicas de aplicação e acabamento utilizadas. Desse modo, foi possível atingir os objetivos propostos e detectar a existência de duas técnicas de aplicação distintas e homônimas: Texturizada, utilizada no primeiro momento, característica das fachadas de influência Art Noveau. e a Batida, que substituiu a primeira, sendo reconhecida como típica do período Art Déco.

Origem: Portal PPGAU/ FAUFBA

Acesso pela nossa equipe em: 30 de nov. de 2010.

Anúncios