Título: Notas sobre as determinações dos espaços livres urbanos e a configuração da esfera pública

Autores: Geraldo Majela Gaudêncio Faria

Orientador: Não possui.

Categoria: Artigo.

Palavras-chave: Não possui.

Resumo: Neste ensaio, discute-se a propriedade da idéia de Sistema de Espaços Livres (SEL) urbanos e o papel que estes espaços desempenhariam na constituição da esfera pública. A argumentação desenvolve-se a partir do seguinte postulado: todo complexo ou sistema de elementos e mecanismos relacionados à vida humana deve ter um caráter de imprescindibilidade, tanto para a reprodução da vida biológica como para a vida social. A parte comunitária ou pública do SEL urbano é a base material da configuração da esfera pública como complexo de espaços de mediação entre interesses individuais pelo fato de serem acessíveis a todos (domínio público) e também objetos de interesse e discussão em público (arena pública), qualidades que fazem dos espaços de uso público de um SEL urbano elementos constituintes de instâncias de uma esfera pública. Além destas, o desenvolvimento da sociedade industrial, a formação de Estados-nações e a crescente complexidade da reprodução social suscitam a conformação de outras duas instâncias particulares da esfera pública: o Estado e a esfera social. Entretanto, ao revolucionar as formas de sociabilidade subordinando-as aos imperativos da reprodução do capital, a industrialização e o capitalismo estariam reduzindo a imprescindibilidade dos espaços livres urbanos como espaços de relações políticas face-a-face, sendo estes crescentemente substituídos nesta função por espaços edificados. Nesta dinâmica, os SELs passam a ser apropriados para esses mesmos imperativos, restringindo-os às funções ainda imprescindíveis de domínio público, ou seja, mobilidade e fluxos.

Origem: Portal DEHA – Dinâmicas do Espaço Habitado – UFAL

Acesso pela nossa equipe em: 25 de nov. de 2010.

Anúncios