Título: O discurso do saneamento e a modernização da cidade: Salvador, 1890-1930

Autores: Maria Juliana Rodrigues da Silveira

Orientador: Marco Aurélio A. de Filgueiras Gomes

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não disponivel.

Resumo: A transformação da imagem das cidades, entre o final do século XIX e o inicio de século XX, estava baseada em justificativas que solucionassem os problemas urbanos causados ou pela inexistência ou pela ineficiência de um sistema de saneamento. A medicina, em meados do século XIX, acreditava que a sujeira inexistente nas cidades infestava o ar através dos “miasmas” e que estes eram a causa do surgimento de doenças. Para os médicos, era necessário alterar as condições do meio ambiente para que as doenças pudessem ser controladas. Durante o século XIX, os médicos analisavam os problemas urbanos e apresentavam propostas objetivando mudar as condições insalubres das cidades e inclusive das habitações. No final do século XIX, a engenharia assumia a responsabilidade de tratar os problemas urbanos que, até então, era atribuída a medicina. A apresentação de soluções que curassem a cidade das doenças estava vinculada à transformação da sua imagem. Nessa época, os engenheiros entendiam que era necessário construir sistemas de abastecimento d’água e esgotos para solucionar problemas urbanos existentes, principalmente aqueles causados pela falta de saneamento. Acreditavam, assim como os médicos, que a luta contra doenças deveria ser iniciada a partir da transformação do meio. Os planos de saneamento tornaram-se a solução para “curar” a cidade e proteger os habitantes contra doenças. A transformação da imagem das cidades estava baseada na idealização de uma cidade “sã” e “bela”, que se encontrava relacionada a outro ideal a partir de um processo civilizatório. Baseado no saneamento, o governo desenvolveu um discurso que objetivava melhorar as condições sanitárias das cidades. No entanto, a transformação da imagem das cidades aconteceu sem a completa realização dos sistemas de abastecimento de água e de esgoto. Salvador foi uma das cidades que, durante o processo de modernização ocorrido entre 1980 e 1930, transformou a sua imagem baseada na necessidade de sanear sem, no entanto, realizar por completo os planos de saneamento propostos nesse período. O objetivo deste trabalho é entender como e porque razão isso aconteceu.

Origem: Portal PPGAU/ FAUFBA

Acesso pela nossa equipe em: 26 de nov. de 2010.

Anúncios