Título: Os restauros de Lina Bo Bardi e as Interpretações da História

Autores: Ana Carolina de Souza Bierrenbach

Orientador: Prof. Pasqualino Romano Magnavita

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não disponivel.

Resumo: O objetivo desta dissertação é desvendar o modo como a arquiteta Lina Bo Bardi se apropria da história e como isso se reflete nas suas restaurações. Para tanto, configuram-se dois eixos de investigação sobre as atividades bobardianas. Um deles fornece uma aproximação dos textos escritos pela arquiteta durante o período no qual ela já se encontrava instalada no Brasil (a partir de 1947). O segundo eixo de pesquisa se concentra em três restauros bobardianos: o Solar do Unhão, em Salvador (1962-1963); o Sesc-Pompeia, em São Paulo (1977-1986), e o Palácio das Indústrias, também em São Paulo (1990-1992). O corpo teórico que sustenta esta pesquisa está ancorado nos conceitos pertencentes à filosofia da história formulada por Walter Benjamin. Para que seja possível compreender a concepção benjaminiana sobre a história, faz-se necessário percorrer outros territórios do pensamento do filósofo, entre eles a sua filosofia da linguagem e a sua filosofia da arte. De tal exploração são extraídos uma série de conceitos que formam o arcabouço das reflexões de Walter Benjamin e servem de base para as indagações sobre as interpretações da história presentes em Lina Bo Bardi. Constata-se que Lina Bo Bardi vai estabelecendo, ao longo da sua vida, uma peculiar teoria da história. Esse conjunto de princípios formulados por ela tem imediata aplicabilidade na sua produção arquitetônica. Mais do que isso, suas realizações arquitetônicas também influenciam a construção da sua complexa teoria da história.

Origem: Portal PPGAU/ FAUFBA

Acesso pela nossa equipe em: 26 de nov. de 2010.

Anúncios