Título: Um restauro sobre a cidade; o ponto fabril de Pelotas e o Ecletismo

Autores: Ana Paula da Gama Souto

Orientador:  Odete Dourado Silva

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não disponivel.

Resumo: Esta investigação propõe um exercício sobre a leitura da cidade através da teoria da restauração de Cesare Brandi e da teoria urbana de Aldo Rossi. Busca-se compreender o caráter estético da zona do porto de Pelotas, a partir da arquitetura como construção da cidade no tempo, sobretudo do final do século XIX e das primeiras décadas do século XX, persistente no contexto urbano. Através de um caminho fenomenológico, procura-se compreender a “própria coisa” das cidades, ou seja, a sua arquitetura. Essa postura possibilita fundar o estudo na proposição da cidade como artefato: objeto feito com arte, portanto dotado de uma instância estética e passível de ser apreendido como um todo indivisível, uma síntese. A cidade, assim compreendida, permite colocar a questão da estética do ecletismo a partir do ponto de vista da construção de um “fazer” – a arte como um fazer –, no caso um “fazer” caracteristicamente eclético. Portanto, a leitura urbana através da hipótese da cidade como obra de arte, exatamente pela capacidade de possibilitar a definição de um “fazer” estético, imanente à própria obra, pode oferecer um caminho alternativo para o restauro das cidades.

Origem: Portal PPGAU/ FAUFBA

Acesso pela nossa equipe em: 26 de nov. de 2010.

Anúncios