Título: A Produção do Mobiliário urbano em Espaços Públicos

Autores: Glielson Nepomuceno Montenegro

Orientador: Profª Drª Marcelo Bezerra de Melo Tinoco

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Desenho, cultura, mobiliário urbano, espaço urbano, revitalização, percepção ambiental, globalização

Resumo: Este trabalho analisa e avalia o Desenho de Mobiliário urbano para os espaços públicos nos projetos de reordenamento das orlas do Rio Grande do norte, estabelecendo relações entre a paisagem urbana dos espaços públicos revitalizados sejam eles de interesse cultural, paisagístico e/ou turístico, e o processo de intervenção do Desenho na configuração do mobiliário urbano implantado naqueles espaços, observando as prováveis conseqüências advindas desse processo em um dado contexto urbano que alteram os usos, funções, as imagens culturais e os valores sociais atribuídos a cada lugar específico. As percepções ambientais e a legibilidade dos referenciais culturais dos lugares e sua representação nos elementos do mobiliário urbano, influenciam positiva ou negativamente os processos de cognição dos habitantes de um determinado espaço revitalizado, definindo novos usos e atribuições para esses espaços. Os projetos de intervenção urbanística das orlas tendem à padronização excessiva dos meios técnicos, materiais e configurações, criando espaços cenarizados que segregam os usuários, impondo equipamentos e novos usos que, consequentemente, acabam criando os chamados “não lugares” e um regionalismo pitoresco. O trabalho está dividido em 4 capítulos que tratam respectivamente de: conceituações teóricas (desenho industrial; mobiliário urbano; espaços urbanos públicos; imagem urbana e percepção ambiental; ocupação e intervenção urbanística nas orlas marítimas); dos procedimentos e técnicas para coleta de dados; das análises das orlas do Rio Grande do Norte e dos processos de intervenção; e das considerações finais e das contribuições do Desenho industrial.

Origem: Portal SIGAA/ PPGAU/ CT/ UFRN

Acesso pela nossa equipe em: 14 de março de 2011.

Anúncios