Título: Tecendo fios, fazendo história: a atuação operário na cidade-fábrica Rio Tinto (Paraíba, 1959)

Autores: Eltern Campina Vale

Orientador: Adelaide Maria Gonçalves Pereira.

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Movimento operário, História da Paraíba, Rio Tinto, Indústria Têxtil.

Resumo: Esta dissertação estuda os embates operários no período 1959 -1964, no contexto da história do movimento operário paraibano. Aborda inicialmente a construção da Fábrica Rio Tinto, entre 1917 e 1924, empreendimento descrito na imprensa e nos registros dos memorialistas, de modo grandiloqüente, pois em sua visão, a fábrica impulsionou a economia da região e da Paraíba. As primeiras greves em 1930, a criação do Sindicato em 1932, a vigilância e repressão aos operários comunistas, bem como as paralisações de 1946 e 1951, são aqui estudadas como experiências de classe, em seu processo de organização, em seus conteúdos de herança e partilha. Destaca-se também o ascenso da organização dos trabalhadores entre 1959 e 1964, em Rio Tinto, como núcleo significativo do movimento operário paraibano, compondo sua agenda de reivindicações, alçando vitórias, sofrendo reveses e, realizando articulações no plano da política eleitoral. A análise dos processos trabalhistas, como uma via na conquista de direitos, identifica as questões trabalhistas como expressão de conteúdo de luta dos trabalhadores. Em estudo ainda, a conjuntura de 1960, com a eleição do operário Antônio Fernandes para o sindicato e à prefeitura da cidade-fábrica em 1963, bem como a repressão ao movimento operário em Rio Tinto com o Golpe civil-militar de 1964.

Origem: Portal UFC

Acesso pela nossa equipe em: 30 de nov. de 2010.