Título: A história da paisagem da Praça Dom Pedro II em Maceió – AL

Autores: Tharcila Maria Soares Leão

Orientador: Ana Rita Sá Carneiro Ribeiro

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Praça; História; Paisagem

Resumo: O presente trabalho busca compreender a história da paisagem da Praça Dom Pedro II, localizada no centro histórico da cidade de Maceió – Al, com vistas à discussão da conservação da paisagem urbana. A paisagem da Praça começou a se formar no início do século XIX com a instalação das primeiras ocupações urbanas e do primeiro Jardim Público de Maceió ao mesmo tempo em que era palco de manifestações religiosas e políticas. Ao longo dos séculos XIX e XX os acontecimentos e a presença de edificações relevantes carregadas de história e simbolismo tornaram a paisagem da Praça uma referência para a cidade de Maceió. O caráter dinâmico dessa paisagem é revelado a partir das diversas intervenções transcorridas e também pelas diversas denominações que recebeu ao longo do tempo, relacionada às edificações e acontecimentos: Pátio da Capela, Largo do Pelourinho, Praça da Matriz ou Praça da Cathedral, Praça da Assembléa Provincial e Praça Dom Pedro II. Esse conjunto formado pela praça e as edificações além das lembranças da população foi caracterizado como unidade de paisagem a partir da intenção de paisagem, ou seja, algo que compõe elementos naturais, elementos construídos pela ação humana e a relação de identidade e continuidade que é desenvolvida e comprovada pelo registro em forma de ilustrações, de textos literários e na expressão popular. Para melhor compreender a paisagem dessa praça enquanto unidade buscou-se fazer uma análise de seus elementos morfológicos que são o traçado, mobiliário urbano e fachadas das edificações à luz da história adicionada às impressões populares. O trabalho visa assim explicitar relações de complementação e continuidade na construção da paisagem urbana e contribuir para as reflexões lançadas sobre a paisagem de praças em áreas históricas, de forma que possa auxiliar em futuras ações de conservação.

Origem: Portal TEDE UFPE

Acesso pela nossa equipe em: 18 de abril de 2011.

Anúncios