Título: Arquitetura Industrial em Recife: uma face da modernidade

Autores: Renata Maria Vieira Caldas

Orientador: Fernando Diniz Moreira

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Arquitetura Moderna; Arquitetura Industrial; Detalhes

Resumo: Construções ligadas aos processos produtivos (produção, estocagem, distribuição e comercialização) são constituintes de um abrangente grupo denominado edifícios industriais. De um modo geral, estas construções se desenvolveram como parte de dois fenômenos cruciais da modernidade: a mecanização e a industrialização; o que fez delas uma de suas faces ou expressão. Num movimento de redução de suas formas ao estritamente necessário, o edifício industrial passou, ele próprio, a servir de referência para a arquitetura moderna. Com o século XX, as máquinas contidas no interior destes edifícios sofreram modificações, e também, a sua construção, foi assumindo, cada vez mais, o seu pragmatismo e explorando os recursos construtivos apropriados para as suas necessidades. As soluções aplicadas aos edifícios industriais resultaram em significativas conquistas na Engenharia Ccivil. Por outro lado, tais conquistas também implicaram numa redução qualitativa da Arquitetura. Entretanto, há exemplos singulares, em que foram usados princípios e técnicas modernas de construção, os quais são capazes de conferir lhes identidade e significado. Esta pesquisa tem como objetivo, esclarecer alguns dos mecanismos ou recursos utilizados para qualificar determinados edifícios, como objetos arquitetônicos. Para alcançar este objetivo, foi analisado um grupo específico de edifícios industriais, através de uma abordagem acerca das técnicas e dos sistemas construtivos nele aplicados. Este grupo de edifícios foi construído na Região Metropolitana do Recife, num período delimitado entre as décadas de 1960 e 1980.

Origem: Portal TEDE UFPE

Acesso pela nossa equipe em: 18 de abril de 2011.

Anúncios