Título: O pilar que ficou: um estudo de conservação em bens patrimoniais a partir do conceito de valor: o caso da Igreja do Pilar do Recife

Autores: Lêda Bernardi Della Giustina

Orientador: Tomás de Albuquerque Lapa

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Valor, Bem Patrimonial, Conservação, arquitetura e urbanismo.

Resumo: A crescente busca de reinserção de bens patrimoniais, que estão em desuso ou foram abandonados, nos contextos urbanos atuais, mostra o conflito inerente ao processo de mudança e adaptação de valores. Para discutir essa questão o estudo aqui apresentado, tem como objetivo refletir sobre a conservação de um bem patrimonial religioso em estado de degradação, considerando-se sua desvinculação com o atual contexto descaracterizado em que está inserido. Para tal, pesquisa-se a Igreja do Pilar do Recife e seu entorno, singularmente característicos e abandonados há mais de três décadas. Edificada no século XVII em cima das ruínas de um forte e tombada pelo IPHAN como patrimônio histórico nacional, a Igreja do Pilar, em estado de quase ruína, tem um projeto de restauro já aprovado, iniciado e interrompido. Seu entorno original totalmente descaracterizado por demolições e invasões, também conta na atualidade com um projeto de requalificação urbanística que promete manter os moradores no local. Tendo em vista esse contexto, e a observação histórica de que os bens patrimoniais, principalmente os religiosos, mantêm, ou recomenda-se a repetição de suas funções e usos primeiros, os quais nem sempre são compatíveis e ou desejáveis pelas novas gerações que os acompanham, o estudo parte da hipótese de que, a degradação sofrida por um bem, assim como a falta de relação do uso com o entorno pode levar à alteração ou perda do seu valor patrimonial.

Origem: Portal TEDE UFPE

Acesso pela nossa equipe em: 18 de abril de 2011.

Anúncios