Título: A relação entre processo criativo e sistemas construtivos em arquitetura: um estudo de caso

Autores: Otavio Curtiss Silviano Brandao

Orientador: Profª. Drª. Maria Lúcia Malard.

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: teoria do projeto arquitetônico; processo criativo em arquitetura.

Resumo: Esta pesquisa parte da constatação da dicotomia hoje existente entre os campos do projeto arquitetônico e da construção civil. Hoje, o mercado da construção civil de Belo Horizonte assiste ao surgimento de um novo sistema construtivo. Esta pesquisa busca estudar o potencial que esse sistema tem de, assim como observado na história da relação entre tecnologia construtiva e arquitetura, suscitar novas abordagens criativas no campo da expressão arquitetural. Após uma breve exposição da história da relação citada, a pesquisa apresenta e analisa dois grupos de objetos, sendo o primeiro composto por um conjunto de edifícios de Belo Horizonte, e outro composto por um conjunto de projetos elaborados por alunos de arquitetura da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais. Os condicionantes de projeto observados pelo segundo grupo foram semelhantes aos do primeiro grupo. O principal diferencial entre os dois conjuntos de condicionantes foi o sistema construtivo: os edifícios do primeiro grupo foram edificados através do sistema tradicional, enquanto foi proposto ao segundo grupo a elaboração de seus projetos com o emprego do novo sistema construtivo. A comparação entre os dois grupos apontou para o fato de que os projetos elaborados com o novo sistema construtivo não foram capazes de suscitar novas abordagens criativas articuladas a partir da consideração do sistema construtivo proposto. Face a essa constatação, a pesquisa buscou algumas das razões para esse fato. As análises efetuadas levaram à sistematização de três atitudes básicas de projetação. Na primeira, aqui denominada solução básica, a forma do edifício e a pesquisa criativa não interessam ao projetista, estando ele mais preocupado em solucionar aspectos pragmáticos. A segunda atitude, aqui denominada solução de autoria idealizada, é caracterizada pela busca de expressão subjetiva por parte do projetista. Constatamos que essas duas atitudes embasam os trabalhos do primeiro grupo. A terceira atitude, aqui denominada solução de catálise, caracteriza-se pela exploração do potencial expressivo dos condicionantes objetivos da forma, sendo que, dentre esses, situa-se o sistema construtivo. Embasam os trabalhos do segundo grupo as atitudes de autoria idealizada e de catálise.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 27 de set. 2010.

Anúncios