Título: Complexidade e contradição na arquitetura brasileira: a obra de Éolo Maia

Autores: Bruno Luiz Coutinho Santa Cecilia

Orientador: Professora Doutora Maria Lúcia Malard

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não tem.

Resumo: Esta dissertação apresenta um estudo da obra do arquiteto mineiro Éolo Maia (1942-2002), feito a partir da análise de quatro de seus edifícios, a saber: o Hotel Verdes Mares (1976-78) e a Capela de Santana do Pé do Morro (1979-80), ambos situados no município de Ouro Branco, e, em Belo Horizonte, o Condomínio Barca do Sol (1976-78) e o Centro de Apoio Turístico Tancredo Neves (1985-92). Para tanto, foi desenvolvida uma metodologia de análise arquitetônica apresentada juntamente com os pressupostos teóricos da pesquisa. O trabalho busca, ainda, avaliar o conjunto de sua obra propondo dividi-la em três períodos que encerram características distintas. O primeiro período compreende os anos de sua formação e o trabalho sob a influência dos ideais e obras de mestres modernistas, como Louis Kahn e Le Corbusier. O segundo período corresponde à ruptura com os cânones modernistas em favor das experimentações formais mais livres. E, por último, o terceiro período proposto é caracterizado pela parceria mais efetiva com a companheira Jô Vasconcellos e compreende sua produção mais recente e madura, prematuramente interrompida por seu falecimento em setembro de 2002. Este trabalho foi dividido em três momentos distintos: um teórico, um históricobiográfico, e um analítico. O primeiro corresponde ao capítulo um deste volume e busca estabelecer os marcos teóricos fundamentais à elaboração da pesquisa, bem como o roteiro metodológico a ser utilizado nas análises das obras construídas. O segundo momento, desenvolvido no capítulo dois, tem como objetivo a periodização, caracterização e uma breve revisão histórica e biográfica da obra de Éolo Maia. Por fim, o terceiro momento deste estudo compreende os capítulos três a seis, nos quais serão analisadas quatro obras construídas do arquiteto. A partir desse estudo, procurou-se identificar as permanências e continuidades em sua obra, bem como seu lastro na cultura arquitetônica e artística mineira e nacional, do que decorre sua relevância. Por fim, esse trabalho trata de identificar os procedimentos criativos de Éolo e revelar a essência de sua originalidade a partir da ressemantição de elementos ordinários ou provenientes de outras arquiteturas, buscando, assim, ampliar as discussões acerca dos mecanismos de geração da forma arquitetônica e de sua pertinência.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 27 de set. de 2010.

Anúncios