Título: Condomínio: status e utopia num subúrbio brasileiro do século XXI

Autores: Lucas Veloso de Menezes

Orientador: Profª. Dra. Fernanda Borges de Moraes

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Subúrbio, condomínio, status, utopia, Alphaville

Resumo: Esta dissertação procura entender o processo de suburbanização em sua construção histórica, enfocando principalmente seus aspectos ligados à dicotomia distinção e status versus exclusão, segregação, que entre os vários percursos, trilha a busca da cidade e sociedade ideal, anunciada pelas utopias. A construção desta dissertação é feita, inicialmente, a partir de uma abordagem histórica com sua origem nas villae suburbanae, passando pelo medievo, retomada pelas villas renascentistas. Mas foi no final do século XVIII que o subúrbio passou por sua grande transformação, quando os ingleses e depois, os americanos, ao se depararem com uma intensa e rápida urbanização, desencadeada a partir da Revolução Industrial, iniciaram um processo, no qual, em seu estágio mais avançado, a idéia de centralidade polarizadora foi modificada com a criação de novas centralidades periféricas. No Brasil, país em que a centralidade urbana foi marcante ao longo de sua história, embora com momentos ―suburbanizantes, a opção suburbana ocorreu tardiamente, entretanto, quando no início do século XX se construiu na capital Paulista um bairro periférico exclusivamente destinado à burguesia. Este empreendimento, que influenciou vários loteamentos brasileiros e até o plano para a construção de Goiânia sinalizou um novo percurso para a urbanização brasileira, embora se mantivesse a tradição de centralidade, como observada na construção de Brasília. Simultaneamente à construção da nova capital brasileira, surgiam na periferia de Belo Horizonte, as raízes do que viria a ser considerado um novo paradigma na urbanização brasileira, o condomínio fechado que viria a servir de modelo para vários empreendimentos similares e que, na década de 1970, foi levado a novos patamares com a construção de Alphaville, nos arredores de São Paulo. Alphaville se aproxima de um modelo norte-americano, além de agregar de forma definitiva um novo componente ao subúrbio brasileiro: o símbolo de status e prestígio social. E foi este novo componente que norteou a construção de Alphaville Lagoa dos Ingleses, no município de Nova Lima, Minas Gerais. Nesta nova conotação, o subúrbio brasileiro incorpora as influências norte-americanas, além de toda uma simbologia de valoração material e distintiva, que propõe uma sociedade/comunidade ideal, uma materialização de utopia.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 04 de out. de 2010.

Anúncios