Título: Por um urbanismo pós-crítico: a inserção da poiesis nas ciências aplicadas ao urbano

Autores: Camilo Vladimir de Lima Amaral

Orientador: Prof. Dr. Roberto Luis de Melo Monte-Mór.

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Teoria do Urbanismo, filosofia da ciência, história, Goiânia, Poiesis, Plano Diretor.

Resumo: Numa perspectiva pós-crítica à razão científica moderna, este trabalho busca compreender como, ao longo do tempo, os diversos “Planos Diretores” de Goiânia refundaram (ou melhor, produziram poiéticamente) o espaço urbano desta cidade. Para isso, buscaremos premissas e fazendo ligações com a evolução, no contexto brasileiro e internacional, das “visões conflitantes” do que seria o próprio planejamento urbano. O objetivo é compreender como essas premissas da ciência aplicada ao planejamento urbano se relacionam dialeticamente com o objetivo (neste caso, Goiânia), e por isso demanda a inserção do conceito de poiesis na própria ciência: a invenção como medida da verdade científica. Busca-se entender, para além do criticismo e sua negatividade absoluta, como cada formulação dos problemas urbanos engendraram certas virtualidades e campos cegos, procurando formular uma objetividade engajada do espaço que permita a inclusão do Outro como agente legítimo de sua produção. Repensar a estética (atualmente excluída do universo da ciência aplicada à produção das cidades), no seio real (asgora, como o realizado), é um trabalho árduo que esta dissertação tentará traçar. Não se trata de tentar construir uma ponte entre a cisão, aquela brecha (possibilidade) que á ao mesmo tempo limite, espaço de troca dialética (diálogo) e espaço comum entre os dois. Baseados no caso particular de Goiânia, pretendemos estabelecer as possibilidades de uma Estratégia Pós-Crítica (pós-negativa) de transformação social. Esta atitude redefine a universalidade únicqa do Urbanismo Moderno e propõe novos sentidos para a metamorfose do espaço social (espaço vivido, espaço vivo), que se transforma, assim, num Campo Fuído, apresentação e objeto de um Urbanismo Transmoderno.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 04 de out. de 2010.

Anúncios