Título: Praça jerimum: cultura infantil no espaço público

Autores: Samy Lansky

Orientador: Tarcísio Mauro Vago

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Infância – Cidade – Espaço público – Brinquedo – Brincadeira.

Resumo: Nesta dissertação busca-se estabelecer um diálogo entre os campos da arquitetura e da educação ao analisar as apropriações de espaços públicos pelo sujeito contemporâneo, este definido com base no duplo recorte, geracional e social: a infância das camadas populares brasileiras. O locus do estudo é a Praça Jerimum, localizada na periferia de Belo Horizonte, construída com base na metodologia participativa, da qual pesquisador atuou como arquiteto. Foram analisadas as formas como o espaço pode alterar os processos de transmissão de conhecimentos e os modos diferenciados como as crianças e suas famílias usam, se apropriam e atribuem sentido aos tempos livres, aos espaços públicos urbanos livres e seus equipamentos. Além disso, foram analisadas, nesse contexto particular, as formas de diálogo que se estabeleceram entre as crianças e destas com o mundo adulto. Na pesquisa bibliográfica, foram buscados dados, principalmente, nas áreas de urbanismo, ciências sociais e nos estudos da infância com o intuito de entender alguns dos significados impressos ao espaço público pelos sujeitos. A análise de documentos relativos às políticas públicas para o lazer em Belo Horizonte, aos processos de construção da Praça e os dados obtidos mediante observação participante no campo privilegiam as relações dos sujeitos com o espaço na construção de práticas lúdicas. Foram avaliadas as possibilidades e os limites das formas de sua apropriação, tendo como foco a relação que a criança estabelece com tais espaços de lazer, voltados para a ação do brincar. As atividades lúdicas, dentre jogos, brincadeiras e desenhos infantis, apresentadas nesta dissertação, ocupam a maior parte do tempo-espaço disponível dos usuários, ou seja, a unidade espacial no caso estudado define sociabilidades próprias, configurando grupos infantis da Praça Jerimum, distintos daquelas originadas na escola, na família ou em outros espaços.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 28 de set. de 2010.

Anúncios