Título: Procedimento de avaliação de conforto ambiental e eficiência energética aplicado a um caso típico da Rede Estadual de Escolas Públicas de Minas Gerais

Autores: Fernanda Cristina Ferreira

Orientador: Prof. Dra. Eleonora Sad de Assis

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Não tem.

Resumo: A proposta deste trabalho foi criar um procedimento de avaliação pós-ocupação com abordagens quali-quantitativas, focado na questão energética e no conforto ambiental dos edifícios aplicado ao Estudo de Caso do Edifício da Escola Estadual Pero Vaz de Caminha. O exame das recentes publicações sobre o assunto mostrou que, normalmente, a análise energética não é acompanhada da análise de conforto, e isso se deve ao fato desta última envolver, tradicionalmente, grandes equipes e longos períodos dedicados a medições, o que, muitas vezes, inviabiliza sua realização. Por este motivo, essa pesquisa teve como objetivo criar um procedimento expedito de avaliação do desempenho dos edifícios através de simulação computacional, utilizando-se da estrutura da APO para os levantamentos técnicos e os levantamentos junto aos usuários, focando aspectos de conforto ambiental e eficiência energética. A análise dessa escola mostrou que os edifícios escolares do Estado de Minas Gerais seguem uma tendência verificada em outros estados brasileiros, na qual mais de 50% do gasto energético é devido à iluminação artificial. Viu-se ao longo deste trabalho que a arquitetura desempenha um papel fundamental quando o assunto é conservação de energia. As pesquisas de APO vêm mostrando que medidas simples de redução ao desperdício já alcançam resultados surpreendentes, entretanto, quando esse conceito acompanha a vida do edifício desde a fase de projeto, os percentuais de economia são ainda maiores. Sobre o procedimento proposto, observou-se que a utilização das técnicas utilizadas em APO associada à simulação computacional alcançou os resultados esperados principalmente na análise de conforto térmico. A simulação da escola no programa Energyplus® possibilitou desenvolver uma avaliação suficientemente precisa, permitindo comparar a análise técnica com as respostas dos usuários. Contudo, no caso da análise do conforto luminoso, as medições não devem ser descartadas, pois, apesar do software AutodeskViz® ser uma das melhores ferramentas de simulação de iluminação, ele apresentou algumas limitações, que poderiam comprometer os resultados. De qualquer forma, observou-se que os avanços dos programas de simulação têm contribuído bastante para a simplificação das metodologias de APO. Além disso, o estudo do padrão CARPE trouxe à tona as principais limitações colocadas à padronização de projetos, todavia, como afirmou o arquiteto Márcio Lustoza: “a padronização é uma solução forçada e, do ponto de vista da bioclimatologia, está longe de ser a solução ideal”.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em: 28 de set. de 2010.

Anúncios