Título: Traços hispânicos no processo de latinização da arquitetura colonial em Minas Gerais

Autores: Juliane Martins Garcia

Orientador: Prof. Dr. Carlos Antônio Leite Brandão

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: “Latinidade”. Minas Gerais. Arquitetura Colonial. Barroco. Século XVIII. América Latina. Península Ibérica. História da Arquitetura.

Resumo: A formação da arquitetura colonial mineira foi influenciada não só por padrões portugueses, mas principalmente, referências “ibéricas”. A expressão do barroco em Minas Gerais contou com diversas manifestações culturais, por seu formato, híbridas; compatibilizadas entre o elemento indígena e aquele europeu. Estudou-se o elemento arquitetônico, a força da doutrina jesuítica e suas normas, além das relações de parentesco existentes na América Latina, privilegiando o contexto do século XVIII. Para seguir este caminho, a “latinidade” foi o conceito utilizado, alinhavando semelhanças e desdobramentos culturais já estabelecidos pelos países latino-americanos. A partir de então, procurou-se, por meio da análise de fontes primárias e das próprias edificações ibéricas e latino-americanas – especialmente as religiosas – compreender as várias origens que resultaram a arquitetura mineira, fossem elas pagãs ou católicas.

Origem: Biblioteca Digital UFMG

Acesso pela nossa equipe em:  23 de set. de 2010.

Anúncios