Título: Condomínios verticais residenciais na cidade de São Paulo (2000-2008): condomínios-clube

Autores: Giuliana Beatriz Dalfovo do Amaral Sampaio

Orientador: Eunice Helena Sguizzardi Abascal

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: condomínios-clube; arquitetura e urbanismo; áreas de lazer; condomínios residenciais verticalizados; lazer privatizado; enclaves fortificados.

Resumo: O trabalho consiste em análise dos condomínios verticais residenciais em São Paulo, que vêm recebendo a denominação de “Condomínios-Clube”, designação essa atribuída a eles pelo mercado imobiliário para fi ns de publicidade. Algumas categorias vêm sendo elaboradas pela mercadologia consistindo de possíveis atributos dessas tipologias arquitetônicas. Entre elas destacam-se o conforto, segurança e o lazer. O trabalho analisa o sucesso e o fenômeno de consagração desses empreendimentos na cidade de São Paulo. O recorte temporal abrange o período de 2000 a 2008, justifi cando a seleção por constituir um momento em que o mercado está aquecido graças à oferta de crédito e capitalização de construtoras e incorporadoras. A questão central abordada no trabalho é a dimensão social e coletiva das áreas de lazer na forma de uso, presente nesses empreendimentos, bem como as características arquitetônicas e espaciais encontradas, investigando se áreas de lazer cumprem realmente as funções divulgadas como atrativo para compra e venda de unidades residenciais. Os objetos selecionados para análise são condomínios residenciais verticais que se enquadram na descrição apresentada, escolhidos em diversas áreas da cidade, no intuito de caracterizar o fenômeno em bairros que apresentam condições semelhantes para a sua implantação. Trata-se de empreendimentos em terrenos com área entre 10.000 e 20.000, com três ou mais torres, contendo área de lazer e de uso multifamiliar.

Origem: Portal Biblioteca Digital Mackenzie

Acesso pela nossa equipe em: 16 de março de 2011.

Anúncios