Título: Alto-Médio São Francisco e o estudo da cultura manifestada pela população local.

Autor: Jose Henrique da Silva Junior

Orientador: Ralfo Edmundo da Silva Matos

Categoria: Tese

Palavras-chave: Memória; Cultura; História local; Rio São Francisco; Geografia.

Resumo: Esta tese apresenta uma geohistória do Alto-Médio São Francisco e o estudo da cultura manifestada pela população local, e procura comprovar as seguintes hipóteses: 1a) existe uma tendência à diluição e enfraquecimento da cultura local – identidades, hábitos, usos e costumes, crenças, formas de vida cotidiana, casarios, manifestações folclóricas e religiosas, entre outros, ligadas ao rio e a pecuária – diante do processo de modernidade e globalização; 2a) esta cultura local tem persistido por força da comunidade ou ressurgido ao longo do tempo e pode ser preservada através da atuação, principalmente, do Estado associado às comunidades locais, forças políticas e atores, comprometidos com a preservação do patrimônio cultural. O trabalho investigativo de pesquisa está estruturado em quatro grandes etapas: na primeira etapa, deu-se a realização da coleta de informações a respeito do tema, através de consulta em livros, jornais, revistas, periódicos, boletins técnicos, trabalhos acadêmicos e sites na internet, consolidando-se uma base conceitual para o início dos trabalhos. Na segunda etapa promoveu-se a estruturação e discussão do material coletado em que o foco estava na organização das informações. Na terceira etapa promoveu-se uma pesquisa de campo, que veio completar o esforço de caracterização dos aspectos culturais do território ora em tela, em nove municípios do Alto-Médio São Francisco. A pesquisa de campo consistiu em entrevistas junto à comunidade local com a intenção de investigar uma série de aspectos que informam a geohistoria econômica do São Francisco. Na quarta e última etapa do estudo fez-se a discussão dos resultados da pesquisa de campo, e uma análise da percepção dos moradores dos municípios pesquisados quanto aos atributos objeto do presente trabalho. Assim sendo, procurou-se ao final do estudo identificar quais elementos e atividades foram importantes para formação do território em questão, rastrear heranças geohistóricas relevantes e aspectos culturais importantes para a sobrevivência da população. Verificou-se que a formação do território do Alto-Médio São Francisco se vincula ao ciclo da pecuária e da circulação mercantil no vale do Rio São Francisco. Todos aqueles municípios, objeto da pesquisa, tiveram origem nos núcleos urbanos nascidos da expansão das fazendas de gado e da abertura dos caminhos de trafego comercial que margeavam ou cortavam o São Francisco. Ficou evidente que no passado, aqueles municípios tiveram vínculos estreitos com a navegação do rio e a pecuária. Os indícios verificados encontram-se no casario, arquitetura, nas manifestações culturais, festejos e na tradição politica, entre outros.

Origem do arquivo: Portal UFMG

Acesso em: 23 de maio de 2012.

Anúncios