Título: Fundinho, um novo antigo bairro: sobre patrimônio e memória.

Autor: Rodrigo Camargo Moretti

Orientador: Jacy Alves de Seixas

Categoria: Dissertação

Palavras-chave: Patrimônio; Memória; História urbana; História; História social; Patrimônio histórico; Uberlândia, MG.

Resumo: O sentido do patrimônio urbano, na história das cidades, corresponde à ação de formar, constituir e proteger um conjunto de bens materiais e simbólicos, com intenção de preservá-los às futuras gerações, por meio do instrumento de tombamento ou processos intuitivos. No Brasil, depois de instituído o tombamento com o Decreto-Lei Federal n.º 25/1937, criou-se as noções de patrimônio histórico, monumento histórico e cidade histórica. Em Uberlândia, cidade mineira, cidade “não histórica”, as arquiteturas mais antigas eram tombadas como patrimônio histórico. O lugar mais antigo da cidade passou a ser denominado de Fundinho, um bairro histórico. O objetivo desse trabalho foi estudar o Fundinho, entre as décadas de 1980-90, quando se iniciou claramente a criação de sua forma territorial sobre o núcleo urbano. Foi importante considerar os dois discursos e percursos do patrimônio: o de preservá-lo no tempo para alimentar a memória com as lembranças dos lugares e o de preservar o patrimônio no espaço para alimentar as arquiteturas como “lugares de memória”.

Origem do arquivo: Portal TEDE – UFU

Acesso em: 28 de maio de 2012.